Atualize seu cadastro!

Para ter acesso à todos os serviços online, precisamos que seu cadastro esteja atualizado. Clique aqui

Semae é representado em treinamento da Fundação Nacional de Saúde

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) de Mogi das Cruzes foi representado no mais recente treinamento promovido pela Superintendência de São Paulo da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para apresentação do manejo e operação da Unidade Móvel de Controle da Qualidade da Água – um laboratório móvel onde podem ser realizadas análises de parâmetros básicos.

O encontro, realizado na Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) de Campinas, no final de novembro, foi uma troca de experiências e atualização de técnicos da área de tratamento de água, com relação à implantação das boas práticas, manutenção e limpeza de laboratório e análises laboratoriais de campo.

O treinamento foi ministrado pelo farmacêutico-bioquímico da Funasa, Osman de Oliveira Lira.

A autarquia de Mogi das Cruzes foi representada pelo encarregado de Controle de Qualidade do Tratamento de Água, Ivan Santos de Jesus. “A reunião técnica contribuiu para o aperfeiçoamento dos conhecimentos, tanto em relação às análises físico-químicas, quanto às bacteriológicas, ambas fundamentais para a verificação e controle da qualidade da água distribuída pelo Semae”, avalia o encarregado.

Houve também uma discussão sobre alguns artigos e parâmetros da nova Portaria 888/2021, do Ministério da Saúde, que define os procedimentos de garantia da qualidade da água para o consumo humano.

“Tratamos ainda da biossegurança relacionada ao ambiente de laboratório, tema fundamental quando manipulamos amostras de água bruta que possam conter patogênicos e causar danos à saúde dos técnicos que realizam os ensaios bacteriológicos”, destaca Ivan.

Na avaliação do encarregado, o treinamento também contribuiu para estabelecer uma aproximação entre o município de Mogi das Cruzes e a Funasa.

Para manter qualidade da água, Semae fará limpeza de reservatórios

Para manter a qualidade da água distribuída à população, o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) fará, neste mês de junho, a limpeza de reservatórios instalados em quatro pontos da cidade. Para realizar o serviço, será necessário interromper o abastecimento e a autarquia reforça a orientação para que os moradores economizem água, evitando a lavagem de carros e quintais e o desperdício em tarefas domésticas essenciais como a lavagem de louças e de roupas, além de reduzir o tempo de banho. O procedimento também atende à legislação sanitária.

Os serviços serão realizados nos reservatórios de Taiaçupeba, Botujuru, Parque Morumbi e Vila Rei, totalizando nove bairros em área de abrangência (veja relação abaixo)

“Assim como em nossa casa devemos fazer a limpeza periódica da caixa d’água, o Semae faz a limpeza dos reservatórios para garantir a boa qualidade da água que distribuímos. O período de limpeza dura cerca de oito horas e para quem tem caixa d’água a rotina não é afetada”, explica a diretora do Departamento de Operações do Sistema de Água, Milena Forte.

Ter caixa d’água é fundamental para evitar transtornos durante os trabalhos de manutenção da rede ou outras intervenções que exigem a interrupção do abastecimento.

A reserva de 200 litros para cada morador é suficiente. Assim, uma casa com cinco pessoas deve ter uma caixa com capacidade para mil litros. Isso garante o abastecimento da residência por até 24 horas sem fornecimento de água da rua. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 115.



PROGRAMAÇÃO DE LIMPEZA DE RESERVATÓRIOS

06/06 (segunda-feira)
Reservatório de Taiaçupeba
Abrangência: Taiaçupeba, Jardim Fukamizu e Chácara Santa Lúcia
Período de limpeza: das 4h às 12h
Normalização do abastecimento: à noite

14/06 (terça-feira)
Reservatório do Botujuru
Abrangência: Botujuru e Vila São Paulo
Período de limpeza: das 4h às 12h
Normalização do abastecimento: à noite

21/06 (terça-feira)
Reservatório da Vila Rei
Abrangência: Vila Rei e Mogi Moderno (parcial)
Período de limpeza: das 4h às 12h
Normalização do abastecimento: madrugada do dia 22/06 (quarta-feira)

28/06 (terça-feira)
Reservatório do Parque Morumbi
Abrangência: Parque Morumbi e Conjunto São Sebastião
Período de limpeza: das 4h às 12h
Normalização do abastecimento: madrugada do dia 29/06 (quarta-feira)


Fonte: Departamento de Operações do Sistema de Água do Semae
 

Semae incentiva consumo consciente e dá dicas simples para economia de água

Com o atual período de estiagem, o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) reforça a necessidade de uso consciente e economia de água. Com medidas simples, é possível fazer todas as tarefas do dia a dia com menos água e assim contribuir com o meio ambiente.

O chuveiro, por exemplo, é considerado um dos principais meios de desperdício. Durante o banho, desligá-lo enquanto se ensaboa o corpo pode representar uma redução de 80 litros de água consumida, dependendo do tempo de banho. Em um mês, são 2,4 mil litros de água (por pessoa) que deixam de ir desnecessariamente para o ralo.

Cinco minutos de torneira aberta na pia da cozinha ou no tanque consomem cerca de 50 litros (considerando uma vazão de 10 litros por minuto).

Outras recomendações, não só do Semae como de muitas companhias de abastecimento, são fechar a torneira ao escovar os dentes, fazer lavagens de roupas sempre com a máquina cheia (apenas quando tiver carga suficiente para completá-la), além de identificar e reparar possíveis vazamentos internos (veja mais dicas abaixo).

ALGUMAS DICAS PARA ECONOMIZAR ÁGUA:
• Tome banhos de, no máximo, 5 minutos, e feche o chuveiro enquanto se ensaboa;
• Feche a torneira enquanto escova os dentes (ou, melhor ainda, use um copo com água);
• Se utiliza máquina de lavar, faça isso com o equipamento cheio (apenas quando tiver carga suficiente para completá-lo)
• Feche a torneira ao ensaboar as louças;
• Evite utilizar a mangueira para lavagem de veículos. Opte pelo balde;
• Evite a mangueira para regar plantas. Use regador;
• Não use mangueira para limpeza de calçada. Utilize vassoura;
• Sempre que possível, reutilize água (a água que sai da máquina de lavar, por exemplo, pode ser usada para lavar quintal, banheiro, calçada etc.);
• Não utilize o vaso sanitário como lixeira;
• Identifique possíveis vazamentos internos e, se constatados, faça os devidos reparos.


Veja como economizar água no dia a dia

Questões hídricas e ambientais

Vídeo






Novo reservatório do Semae amplia disponibilidade de água na região do Jardim Maricá

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) concluiu mais uma etapa das obras de setorização, redução de perdas e modernização do abastecimento da região leste da cidade com o início da operação, na terça-feira (27/07), do novo reservatório Água Marinha, no Jardim Maricá. Com capacidade para 540 mil litros de água, o equipamento amplia a disponibilidade hídrica para a região.

“Outra vantagem é que este novo reservatório nos permitiu desativar a estação elevatória que bombeava água para a parte alta do bairro. Isso reduz o consumo de energia elétrica e, no longo prazo, diminuirá também os custos que seriam destinados à manutenção da elevatória”, explica Wagner de Carvalho Moraes, da Divisão de Distribuição de Água da autarquia.

O investimento integra a setorização do abastecimento da região leste de Mogi das Cruzes, que é a divisão de uma grande área de distribuição em sistemas menores para aperfeiçoar o fornecimento de água e o gerenciamento de pressão, agilizar manutenções e diminuir perdas.

Com distritos de medição menores fica mais fácil identificar vazamentos para direcionamento mais rápido das equipes de manutenção. Além disso, com mais controladores de pressão, é possível manter o abastecimento com menos riscos de rompimentos nas tubulações.

Os bairros beneficiados pela setorização leste são os atendidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA) do Socorro, e vão de Sabaúna à Vila Oroxó, passando por Botujuru, todo distrito de Cezar de Souza, Jardim Maricá, Ponte Grande, Jardim Aracy e Itapety, ao longo da margem direita do rio Tietê. O investimento total previsto é de R$ 10 milhões, incluindo os materiais.

Atualmente, os serviços estão em andamento em Cezar de Souza e na avenida Lothar Waldemar Hoehne (Via Perimetral), onde está em implantação uma nova tubulação entre a Ponte Grande e o Jardim Maricá – uma obra importante para aumentar a disponibilidade de água e controle da pressão para aquela região da cidade, que inclui bairros como Bella Cittá, Jardim Aracy, Itapety e Vila Oroxó.Voltar

Autarquia realiza quase 26 mil análises mensais na água distribuída à população

Para manter a qualidade da água consumida pela população de Mogi das Cruzes, o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) realiza uma média de 25,9 mil análises mensais. Estes procedimentos ocorrem no processo de produção e na distribuição – são 23 mil testes de qualidade nas estações de tratamento e outros 2,9 mil em diversos pontos da rede de abastecimento.

A autarquia mogiana (assim como outras companhias de saneamento do País) segue os parâmetros da Portaria de Consolidação nº 5, do Ministério da Saúde, que define os procedimentos de garantia da qualidade da água para o consumo humano.

“Isso exige uma série de análises para que a população receba diariamente água potável e com boa qualidade “, afirma Milena Forte, engenheira química e diretora do Departamento de Operações do Sistema de Água do Semae.

As análises são feitas nas Estações de Tratamento do Centro (12,5 mil por mês), Leste (8,5 mil) e dos núcleos urbanos isolados (2 mil). As duas primeiras unidades são responsáveis pela maior parte da água consumida pela população da cidade.

Na rede de distribuição, os testes são realizados pela coleta de amostras nos imóveis das áreas abastecidas pela ETA Centro (1,6 mil análises mensais, incluindo a rede que distribui água por meio do reservatório da Sabesp, em Braz Cubas), ETA Leste (580) e núcleos isolados (720) – a estrutura dos sistemas isolados é composta por poços (captação), casas de química e filtros (tratamento da água), reservatórios e redes (distribuição).

As análises da água são realizadas de duas em duas horas e cada etapa do tratamento é monitorada. Os técnicos controlam os produtos químicos empregados e os efeitos que eles produzem na água.

Existem pontos de coleta nas etapas do tratamento. Assim, é possível verificar, a qualquer hora do dia, como está a água de cada fase do processo, como nos filtros e decantadores (tanques utilizados para remoção de partículas sólidas).

Da conta que é enviada aos clientes do Semae, constam os parâmetros de qualidade analisados pela autarquia. Também é possível acompanhar os relatórios mensais que são disponibilizados no Portal da Transparência, no endereço http://www.transparenciasemae.pmmc.com.br/analise-de-qualidade-da-agua, com dados sobre cloro, turbidez e flúor, entre outros, conforme exigido pela legislação.


NÚMERO DE ANÁLISES MENSAIS DA QUALIDADE DA AGUA:

ETA Centro: 12.500
ETA Leste: 8.500
ETAs Núcleos Isolados: 2.000
Total nas ETAs: 23.000

Rede Centro: 1.600
Rede Leste: 580
Rede Isolados: 720
Total nas redes: 2.900

Total Geral: 25.900

Semae distribui água potável em drive-thru de vacinação no Pró-Hiper

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) instalou uma tenda com reservatório móvel de água potável no drive-thru de vacinação contra a Covid-19, no Pró-Hiper. A estrutura atende as pessoas que aguardam a imunização e também os servidores da saúde que trabalham no local. O reservatório tem capacidade de mil litros e fica disponível durante todo o horário de vacinação. O serviço é prestado seguindo todas as normas sanitárias.

Implantação de nova ligação de água pode afetar abastecimento no Jardim São Pedro

O Semae suspendeu, no início da tarde desta terça-feira (09/03), o abastecimento em duas vias no Jardim São Pedro, em Cezar de Souza, para a implantação de uma nova ligação de água para atendimento a um condomínio residencial na rua Dr. Rômulo Pasqualini. A interrupção afeta a rua Nilo Garcia Alabarce e, de forma parcial, a avenida Paulo VI. A previsão é de que o sistema seja religado após as 16h. Para evitar problemas de desabastecimento, a autarquia recomenda aos moradores utilizar com economia a água armazenada em suas caixas d’água. Mais informações pelo telefone 115.