Atualize seu cadastro!

Para ter acesso à todos os serviços online, precisamos que seu cadastro esteja atualizado. Clique aqui

Semae conclui obras de redução de perdas e modernização do abastecimento no Botujuru

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) concluiu as obras para redução de perdas e modernização da distribuição de água no Botujuru, que integram a setorização da região leste da cidade. A finalização dos serviços assegura um melhor abastecimento de umas das regiões que mais crescem em Mogi das Cruzes. “Muitos resultados já são perceptíveis, tais como redução no número de vazamentos, estabilização da pressão nos pontos mais altos da região e redução de consumo de energia elétrica”, afirma Wagner de Carvalho Moraes, da Divisão de Distribuição de Água da autarquia.

Uma última intervenção desta obra será um teste de estanqueidade que será realizado esta semana para verificar se não há vazamentos nas novas instalações.

No populoso bairro, o Semae implantou e interligou redes; localizou (com o uso de equipamento de detecção de massa metálica) redes de abastecimento e válvulas de manobra que estavam enterradas; instalou novas válvulas de manobra e ventosas, hidrante, equipamentos para controle de pressão e vazão; fez testes de estanqueidade, telemetria (comunicação sem fio) de dados para o Centro de Controle Operacional da autarquia e detecção de vazamentos não visíveis, entre outras intervenções.

“Também utilizamos um software de modelagem hidráulica para simular a operação do sistema de distribuição de água”, acrescenta Moraes. Esse tipo de programa possibilita estudar e prever soluções para eventuais problemas na rede.

“Além desses investimentos, o Semae continua avançando para garantir a continuidade dos serviços nos próximos anos. A reserva de água para o Botujuru é feita no Centro de Reservação Vila Suíssa e nosso plano é duplicar a capacidade de armazenamento de água. Essa importante obra deve começar ainda este ano”, prevê o técnico.

A autarquia também concluiu obras de setorização e melhorias no abastecimento no Jardim das Bandeiras, Residencial Colinas, Morada do Sol, Vila Aparecida, Jardim Cíntia, Jardim São Pedro, Jardim Bela Vista, Vila Horizonte, Jardim Juliana, Vila Suíssa e Parque Itapeti.

Os serviços seguem em andamento no Jardim Maricá e na Vila Oroxó.

A setorização é a divisão de uma grande área de distribuição em sistemas menores para aperfeiçoar o fornecimento de água e o gerenciamento de pressão, agilizar manutenções e diminuir perdas. O investimento total previsto nas obras de setorização da região leste é de R$ 10 milhões, incluindo os materiais.
 

Principais obras realizadas até o momento na Setorização da Região Leste:
72 instalações de válvulas de manobra
10 instalações de válvulas ventosas
61 interligações
136 localizações de válvulas enterradas (com o uso de equipamento de detecção de massa metálica) e que foram reintegradas ao sistema de abastecimento
8 instalações de hidrantes
8 instalações de válvulas de controle de pressão
8 instalações de medidores de vazão
9,3 quilômetros de rede de abastecimento
100 quilômetros de geofonamento (caça-vazamentos não visíveis)