Atualize seu cadastro!

Para ter acesso à todos os serviços online, precisamos que seu cadastro esteja atualizado. Clique aqui

Semae intensifica ações de caça-vazamentos para redução de perdas de água

16 jun 2021

Semae intensifica ações de caça-vazamentos para redução de perdas de água

Geofonamento identifica vazamentos que ainda não afloraram à superfície; verificação é feita nas redes e ramais com equipamentos que detectam ruídos (Foto: Julio Nogueira/Semae)

Com os alertas de estiagem e escassez hídrica emitidos por órgãos nacionais de meteorologia, com previsão de poucas chuvas para os próximos meses, o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) de Mogi das Cruzes segue intensificando as ações de caça-vazamentos para reduzir perdas de água, por meio do geofonamento, que identifica vazamentos que ainda não afloraram à superfície, mas permanece embaixo da terra. A verificação é feita nas redes e ramais (tubulações que ligam a rede de distribuição da rua aos imóveis), com equipamentos mecânicos e eletrônicos que detectam ruídos.

Com o uso desta técnica, a autarquia aumentou sua eficácia no combate aos vazamentos com um acréscimo de mais de 40% na média mensal de manutenções. No ano passado, foram realizados 667 reparos por mês, em média. De janeiro a maio de 2021, o número subiu para 944.

Isso não significa que o número de vazamentos seja maior do que antes. Este aumento é resultado da intensificação do geofonamento, que permite a localização de vazamentos não-visíveis e a rápida solução do problema.

De 1º de janeiro a 31 de maio de 2021, o Semae já inspecionou 366 quilômetros de tubulações com o uso de geofones. Somente no mês de maio a autarquia conseguiu identificar mais de 150 vazamentos antes mesmo que se tornassem visíveis.

Vazamentos não visíveis ocasionam desperdício de água e transtornos aos moradores, já que reduzem a pressão nas redes, podendo causar até desabastecimento. A metodologia do geofonamento aprimora atuação das equipes, ao agilizar manutenções preventivas e corretivas.

Outra ação que tem contribuído para reduzir o desperdício é a substituição de ramais, em vez do reparo. Quando há vazamento numa dessas ligações, a autarquia tem priorizado a troca, o que diminui a possibilidade de novos vazamentos.

Setorização
O trabalho de redução de perdas inclui as obras de setorização, que tem como objetivo subdividir o sistema de distribuição de água em áreas menores de controle de pressão e vazão. A setorização, que já foi realizada em Braz Cubas (concluída em 2017), está em andamento na região leste da cidade.

Os bairros beneficiados são os atendidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA) do Socorro, e vão de Sabaúna à Vila Oroxó, passando por Botujuru, todo distrito de Cezar de Souza, Jardim Maricá, Ponte Grande, Jardim Aracy e Itapety, ao longo da margem direita do rio Tietê. O investimento total previsto nas obras de setorização da região leste é de R$ 10 milhões, incluindo os materiais.

“A setorização possibilita um maior controle do fluxo de água no sistema de abastecimento público. Com isso, aperfeiçoamos o fornecimento de água e o gerenciamento de pressão, agilizamos manutenções e diminuímos as perdas”, explica Wagner de Carvalho Moraes, da Divisão de Distribuição de Água do Semae.

Além da setorização, a autarquia também está reestruturando a área de abrangência das regiões abastecidas por sistemas de bombeamento. Desta forma, foi possível abastecer a mesma quantidade de consumidores, com menor consumo de energia elétrica.

“Mesmo com todos esses investimentos, é necessário o apoio dos clientes para o uso racional da água. Dessa forma, será possível abastecer a todos, principalmente neste momento em que estamos enfrentando a pandemia de Covid-19, quando o uso da água é fundamental para a aplicação das medidas sanitárias”, completa Wagner.

O Semae também reforça a recomendação para que cada imóvel mantenha sua caixa d’água em bom estado, para que os moradores não sofram o impacto de possíveis intermitências no abastecimento para a realização de reparos e outras intervenções no sistema de distribuição.